Após uma passagem infernal na II B, na época de 2002/2003, o Estoril subia à Liga de Honra como campeão de série, sendo que na seguinte época de 2003/2004, regressava à 1ª Liga como campeão da Liga de Honra. O Estoril obteve a maior goleada da época de 2004/2005 na 1ª Liga, mas isso não impediria a sua queda na II Liga. Na época seguinte houve uma crise financeira que quase levou ao encerramento do clube e ao fim da equipa profissional devido a desequilíbrios da anterior Direção, que tiveram uma gestão danosa. Ultrapassadas as dificuldades, o Estoril passou por tempos algo conturbados ainda assim, obtendo na época de 2006/07 um 10ª posto, na época de 2007/08 um 7ª posto, destacando-se por ter estado no 2º lugar e ter vencido o na altura líder Santa-Clara por 5-1, saltando do 8º lugar para o 3º posto. Na época de 2008/09 um 4º posto, destaque para a luta ombro a ombro para o 4º lugar com o Feirense desde a 24ª jornada, o que acabou com o Estoril Praia em 4º e o Feirense em 5º, o que levou a que a maior parte da equipa do Estoril fosse contratada por outros clubes.

A ERA TRAFFIC E O CRESCIMENTO SUSTENTADO

O Estoril esteve perto de fechar portas, mas os investidores brasileiros da Traffic compraram o clube, em 2009, recheando o balneário com reforços brasileiros, sendo a equipa da Liga Vitalis que mais investiu em jogadores brasileiros nessa temporada. Colocaram o antigo jogador do clube Hélder Cristóvão no comando, contudo, sem experiência como treinador, foi despedido à 5ª jornada com o Estoril na zona de descida. O experiente Prof. Neca foi o escolhido para ser o sucessor de Hélder Cristóvão e terminou a época num 11º posto. Na época 2009/2010, o clube iria vencer a Liga Intercalar, vencendo por 2-1 a equipa do FC Paços Ferreira. Na época seguinte, o Estoril contrata Vinícius Eutrópio como treinador, sendo que acabou a época em 10ºposto, destacando-se a vitória 2-1 ao Sporting Clube de Portugal no Estádio António Coimbra da Mota e por ter estado na zona de promoção entre as jornadas 4 e 7. Terminaria a época com a conquista da Liga Centenária, frente ao SL Benfica, com uma vitória por 2-0 .

No início da época de 2011/2012, à 4º jornada, o treinador saíu, entrando o diretor desportivo Marco Silva para o comando, decisão que mudou para sempre a vida do Estoril Praia, e foi talvez, a par da contratação de Mário Branco para director desportivo, a melhor decisão de Tiago Ribeiro enquanto presidente da SAD. Na jornada 12, o Estoril já era líder e terminou campeão. Na época seguinte, 2012/2013, a equipa conquistou o 5º lugar na classificação geral da Liga ZON Sagres, garantindo um lugar na Liga Europa da UEFA de 2013–14.

Na época de 2013-14, apesar da saída de alguns jogadores do onze titular, o Estoril terminou a Liga na sua melhor posição de sempre, mesmo com um dos orçamentos mais baixos da época, estimado em cerca de 5 milhões de euros: 4º lugar, conseguindo o 2º apuramento consecutivo para a Liga Europa.

Na temporada seguinte a chegada de José Couceiro não foi consensual, acabando despedido após goleada sofrida na Luz por 6-0 frente ao Benfica. O técnico fica no entanto na história como o treinador que venceu o primeiro jogo na fase de Grupos da Liga Europa, batendo o Panathinaikos por 2-0 na Amoreira.

Entrou Fabiano Soares para treinador, saiu Tiago Ribeiro, substituído na presidência da SAD por Frederico Pena e mudou a estratégia. O clube deixou de contratar no mercado interno e passou a apostar novamente em jovens brasileiros, num projecto ambicioso, mas ao mesmo tempo arriscado… Veremos o que nos trás o futuro!

Viva o GD Estoril Praia!

Foto: EStoril Praia SAD

 

Anúncios